Mercado Pago negocia para pagamentos no WhatsApp

O Mercado Pago, carteira digital do Mercado Livre, está negociando com a Meta uma parceria para processamento de pagamentos dentro do WhatsApp. De acordo com o site Tempo Móvel, a informação foi confirmada pela chefe de pagamentos da plataforma, Gabriela Szprinc. Dessa forma, o serviço se torna a terceira rede de adquirência a se integrar ao aplicativo de mensagens instantâneas.

Na semana passada, a Rede, credenciadora controlada pelo Itaú, garantidos por meio do WhatsApp. Até este mês o aplicativo processava apenas downloads entre usuários finais (P2P, ou “peer to peer”) e somente com cartão de débito.

Porém, no início deste mês, a Meta anunciou o lançamento, no WhatsApp, da modalidade peer-to-merchant (P2M) através de uma primeira parceria com a Cielo. Seja da empresaueri (SP) Barueri (SP) atualmente utilizado para download entre pessoas físicas no aplicativo aprovado, embora de acordo com o que não envolve o sistema exclusivo, uma exigência do Cade.

WhatsApp Pague no Brasil

Fonte: Meta/Divulgação.Fonte: Meta/Divulgação.Fonte: Meta

A Meta ainda esperava pela época do Banco Central para fazer o cartão de crédito de consumidores para lojistas a que não era a Meta e o serviço se chamava “Pagamento do Facebook”. Na época – junho de 2020 –, a companhia de Mark Zuckerberg propunha a cobrança de uma tarifa de 3,99% das empresas recebedoras dos pagamentos.

Continua após a publicidade..

Mas, antes mesmo que fosse definido o compartilhamento entre o Meta, a Cielo e outras bandeiras e emissores, o Banco Central (BC) entrou no circuito e mandou parar tudo. Para a autoridade financeira, o serviço necessitaria de uma nova autoridade do órgão regulador.

Em abril de 2021, o BC acabou liberando o pagamento via WhatsApp, porém restrito a pessoa para pessoa (P2P) e apenas na modalidade. O novo modelo de negócio (P2M), que permitirá ao WhatsApp funcionar como uma maquininha de cartões, ainda não foi detalhado pela Meta virtual, nem a tarifa divulgada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após a publicidade..